Arquivo | Espécies animais RSS feed for this section

ANIMAIS EM VIAS DE EXTINÇÃO – ALERTA Lince Ibérico

1 Jun


Com uma população de apenas 100 indivíduos este felídeo já não existe em Portugal no estado selvagem, correndo o risco de se extinguir para sempre.
Recentemente porém, cientistas portugueses descobriram vestígios do lince na zona do Alqueva. Poderia ser uma boa notícia não fosse o facto da barragem existente na região ocupar uma vasta área de espaço quando se encontra na cota máxima, o que afastará as eventuais populações de linces do local.

A maioria parte das causas que originam a extinção das espécies, têm origem humana. São elas:
 Destruição do habitat;
 Caça excessiva e / ou ilegal;
 Métodos de captura indevidos (Ex: na pesca em alto mar, é muitas vezes utilizada um tipo de rede que apanha tudo à sua volta, matando muitos animais, que não são a “presa” desejada);
 Introdução de espécies exóticas nos ecossistemas, já que essas espécies – espécies invasoras – se adaptam ao seu novo meio, não tem predadores e reproduzem-se rapidamente dificultando o desenvolvimento de outras populações.

Assim, como a maioria dos perigos que ameaçam diversas espécies hoje em dia são causados pelo Homem, também nos cabe a nós fazer um pequeno esforço para preservar a vida animal.

Anúncios

Foca – Monge

1 Jun

A Foca-monge do Mediterrâneo ou Lobo-marinho, (Monachus monachus), como é conhecida no arquipélago da Madeira, é a foca mais rara do mundo e uma das espécies animais mais ameaçadas de extinção. No mundo não existem mais do que 500 animais. Na Madeira, parece existir um pequeno núcleo de lobos marinhos na Ponta de São Lourenço, e nas Ilhas Desertas reside uma colónia com cerca de 23 indivíduos.

Lobo Ibérico

1 Jun

O Lobo Ibérico (Canis lupus signatus) é uma subespécie que existe apenas na Península Ibérica, com uma população estimada de 1600-1700 indivíduos.
Destes, cerca de 300 vivem em Portugal, no Parque Nacional da Peneda-Gerês, Parque Natural de Montesinho e Parque Natural do Alvão. Para além destes núcleos mais numerosos, encontramos a sul do Rio Douro o núcleo mais ameaçado desta espécie, com uma população muito pequena, sem ligação às anteriores, o que aumenta o seu grau de extinção naquela área.

Animais em vias de extinção – ALERTA

31 Maio

Águia Pesqueira

Ainda que distribuída por boa parte do mundo, a população de águias pesqueiras em Portugal sofreu um declínio acentuado. A invasão humana dos locais apropriados para a sua sobrevivência foi a razão principal para a redução desta espécie em Portugal. Neste momento existe apenas um casal no nosso território.

CURIOSIDADES

22 Maio

… algumas plantas como a papoila e o girassol seguem o percurso do sol, descrevendo uma curva de 180º.

… alguns mamíferos não possuem olhos funcionais, porque
vivem em ambientes com pouca luz, é o caso da toupeira
dourada e o golfinho do rio Ganges.

… a andorinha – do – mar percorre cerca de 36 000 Km por ano na sua viagem migratória.

… na Tundra o solo está permanentemente gelado. Como não se consegue escavar tocas, os animais abrigam-se em depressões na neve.

… as cegonhas do sul de Portugal deixaram de migrar, permanecendo durante o Inverno no nosso país.

%d bloggers like this: